Como lavar a ppk

Mais do que autocuidado e autoamor, falar sobre higiene íntima da mulher é um ato político. Porque nos embutiram a ideia de que a vagina e a vulva são sujas, que seu cheiros e corrimentos possuem odor desagradável e é vergonhoso falar sobre isso. Então antes de torcer o nariz, vem comigo! Te convido a se abrir e olhar com carinho e sem julgamentos para a xana. Ela tem muito a te contar sobre você!

Pra começar, o canal vaginal é autolimpante. Siiim, tecnologia de ponta da mãe natureza. Se ela está em equilíbrio se resolve muito bem, obrigada. Seu pH é ácido e ela abriga bactérias amigas, mantendo um ambiente de defesa bacana para si mesma.

A gente colabora com esse ecossistema higienizando a vulva, que é a parte externa (grandes e pequenos lábios, clitóris), já que ela sua, entra em contato com as roupas, urina, fica próxima do ânus… Mas apenas com ÁGUA já basta. Não precisa de sabonete (mesmo os naturais), muito menos de quaisquer outros produtos agressivos do patriarcado (desodorante íntimo, etc). Essa história de que eles ajudam a equilibrar nosso pH natural é balela, quem faz isso são os lactobacilos vaginais e o sabonete não ajuda em nada disso.

Se estiver apresentando desequilíbrios, continue lavando normalmente em paralelo com o tratamento respectivo que estiver em andamento. De modo geral, lembre-se que:

  • Não precisa fritar na limpeza. Uma vez por dia é suficiente. Observe seu corpo e se sentir que são necessárias mais vezes faça, sempre com delicadeza, amor e respeito pelo seu corpo 💜
  • Duchas vaginais NÃO SÃO necessárias. Elas levam embora as bactérias, tornando sua a vagina alcalina, ressecada e com menor imunidade
  • A vulva é sensível. Evite usar produtos sintéticos, com corantes ou perfumes nela (inclusive papel higiênico muito grosso ou com perfume)
  • Pelos também são uma barreira contra doenças. Independentemente de sua escolha por se depilar ou não, é importante ter isso em mente
  • Sempre que possível, fique sem calcinha (melhor ainda se puder ficar nua). Seu corpo precisa respirar! A vulva e a vagina não gostam de ficar abafadas. Aliás, já experimentou tomar sol na ppk? Vocês duas merecem!

Essas são minhas dicas pra viver em paz com essa maravilha que vai nos acompanhar pro resto da vida.

De coração e útero,

Niki

5 comentários sobre “Como lavar a ppk

  1. Maria Aparecida Monteiro disse:

    Eu primeiro enxugo a piriquita, com uma toalha só pra ela, depois me enxugo o corpo… Não uso calcinha qdo estou em casa, e se saio levo na bolsa uma troca, papel higiênico aprendi com minha médica q é só pra enxugar … não passar de frente pra trás ou vice versa… Tenho 70 anos e vou 1 X por ano na gineco.

  2. Marieta monteiro disse:

    Eu tomo sol nua, com proteção no bico dos seios, mas li q não se pode tomar muito sol na piriquita, pq corre o risco de câncer de pele, procede isso? Eu adoro…

    • Nikole França disse:

      Marieta, tudo na vida é moderação! Essa dica é para tomar sol por uns 5, 10 minutos diários, em horários de luz menos intensa (antes das 10h, depois das 16h) assim como os dermatologistas recomendam a exposição solar no resto do corpo. Entendo que respeitando as indicações médicas, não seria diferente (:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s