Conectando-se à Tenda Vermelha

Existiu em muitas culturas a prática das mulheres se recolherem nos períodos que menstruavam. Elas se afastavam de suas funções habituais e iam, juntas, para as tendas da lua ou tendas vermelhas.

Lá elas se reuniam com outras mulheres no mesmo período para descansar, trocarem saberes e receberem pacificamente as visões e sonhos proporcionados pela abertura psíquica e energética da menstruação.

Com o avanço do patriarcado e consequente destruição e distorção dos símbolos e práticas da sabedoria feminina, esse costume se perdeu.

Após um longo caminho histórico nos vemos hoje em uma lógica capitalista em que parar de produzir para prestar a devida atenção aos nossos processos internos, às emoções e aos sonhos é visto como algo inútil e sinal de fraqueza.

Seguimos menstruando e recebendo mensalmente em nosso corpo os avisos das necessidades da nossa alma. Só que aprendemos que devemos ignorá-los. Que devemos fingir que nada está acontecendo, pois precisamos ganhar o mundo como homens.

Além disso, atualmente, nem todas as mulheres possuem condições de literalmente se afastarem ou se isolarem fisicamente.

Durante os últimos anos fui iniciada nesses saberes femininos e, simultaneamente, mantive uma rotina linear, por questões emocionais e econômicas. Para incorporar práticas de autocuidado e conexão ainda dentro dessa lógica, aprendi e desenvolvi algumas estratégias que compartilho a seguir com vocês.

Independentemente de tudo o que eu disser, o essencial durante seu período menstrual é reservar o máximo de tempo possível para si, para fazer o que quiser.

Hoje vejo a Tenda muito como um espaço, uma egrégora energética com a qual podemos nos conectar. Não substitui os encontros físicos, as trocas pessoais e de fato retirar-se durante a lunação. Mas são pequenas sugestões que nos ajudam a tomar consciência da importância desse momento aonde estivermos e colher os ensinamentos da nossa ciclicidade.

CONECTANDO-SE À TENDA VERMELHA

🔻 se seu trabalho permitir, faça-o de casa, pelo menos nos 2 primeiros dias de sangramento

🔻 tire um tempo das redes sociais

🔻 delegue funções: peça ajuda para os afazeres domésticos ou distribua trabalho no seu emprego

🔻 se tiver de sair de casa, use algum acessório vermelho como símbolo pessoal do momento para você. Pode ser uma peça de roupa, um colar…

🔻 prepare seu ninho: garanta que aqueles mimos que te confortam estejam disponíveis no dia em que você lunar: sua comida favorita, um incenso cheiroso…

🔻 tire um tempo para ficar perto da natureza: sentar na terra, cuidar das suas plantas, passear num parque, observar a lua e as estrelas, assistir ao pôr do sol…

🔻 aqueça o corpo: prepare um chá ou uma sopa. Tenha uma bolsa de água quente ou de ervas que possa esquentar para colocar sobre o ventre. Pés, costas e lombares também devem se manter protegidos

🔻 evite estímulos externos: muito barulho ou rolês agitados. No momento sua energia está mais introspectiva, seu corpo pede repouso. Em breve você estará renovada e poderá participar de tudo plenamente

🔻 faça exercícios leves que te deem prazer: caminhada, yoga…

🔻 faça atividades criativas que te dão prazer: ler um bom livro, escutar sua playlist favorita, dançar, ver um filme, escrever, pintar…

🔻 durma a quantidade necessária de horas

🔻 durma sozinha: converse com seu parceiro ou explique para quem divide quarto com você sobre a importância de você ter um espaço para si nesse período, nem que seja apenas nos 2 primeiros dias de sangramento

🔻 nutra-se. É recomendável para o período alimentos ricos em potássio (banana, repolho, pêra, amêndoas…), em ferro (vegetais escuros, feijões, legumes, cereais integrais, frutas secas…), em vitamina A (cenoura, abóbora, cebola, alho, espinafre, lentilha, limão…) e diuréticos (abacaxi, melancia e pepino)

🔻 se sentir, desmarque seus compromissos, tendo em mente que não o faz porque a menstruação te enfraquece, mas porque para apreender toda a sabedoria e poder que ela traz é preciso silêncio e recolhimento

🔻 adiante as coisas na sua rotina: cozinhe suas refeições alguns dias antes, agende o pagamento dos boletos, adiante rotinas profissionais e tire da sua frente tudo o que tende a ocupar sua mente no dia a dia

🔻 tome um banho gostoso e meditativo: esse é um momento que facilmente você pode estar sozinha! Que tal então passar o sabonete com consciência, bem devagar, se acariciando? Massageie o ventre, feche os olhos e imagine que a água do chuveiro te purifica e leva tudo o que não deve seguir para o próximo ciclo

🔻atente-se em como, onde e em que você sangra: além da questão ecológica e de saúde, percebi que usar o paninho ou o coletor me obrigavam a prestar atenção ao meu fluxo menstrual e ao destino que eu dou a ele. No início você pode achar que não dá, que toma tempo e dá trabalho, mas acredite: você consegue. Eu usei numa rotina de estagiar de manhã/tarde, ir pra faculdade à noite e virar madrugadas estudando pra OAB e fazendo TCC. E deu tudo certo (:

🔻 se precisar sair de casa use um cinturão lunar

🔻 plante sua lua

É isso, mulheres. Abram espaço para o ser-mulher de vocês desaguar!

De coração e útero,

Niki

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s