cultive sua medicina!

Viver no meio urbano faz com que muitas de nós recorramos às ervas secas e óleos essenciais para nossos preparos mágicos, aromaterapia, fitoterapia, fitoenergia… Claro que isso é válido. A gente faz o que está dentro das nossas possibilidades, um passo de cada vez.

É incomparável, porém, a experiência de cultivar suas ervas. Nem que seja uma, em um vasinho. Vê-la e cheirá-la fresca, observar sua aparência ao natural, compreender como ela reage aos ciclos, às luas, do que ela gosta, o que ela precisa…

Você percebe quando ela está ou não disponível para ser colhida, muda a forma como a utiliza e revê as quantidades necessárias. Além de poder imantá-la com boas intenções, plantar sua lua e estabelecer uma relação que é diferente do consumir ou de apenas lembrar dela quando precisa.

Assim seguimos, aprendendo com a maestria orgânica da natureza.

Quais as plantinhas você tem em casa?

De coração e útero,

Nikole França

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s