menstruar é canalizar águas sagradas

Sangrando eu sinto uma lua nova dentro de mim. A escuridão que ela apresenta me silencia. Fecho os olhos, me recolho, preparo uma fogueira e fico atenta ao que é dito vindo do vazio.

É como se abrisse um espaço dentro de mim pra receber a luz prateada da lua cheia. Como um canal entre céu e terra, deixo que esse poder me atravesse.

O fluxo de energia verte através de mim como um rio, do coronário à planta dos pés, conduzindo milênios de histórias, conexões e encantamentos.

É a memória das mulheres, da natureza e de seus ciclos sendo projetada no meu ventre, e que continua em direção ao futuro escorrendo por minhas pernas e fertilizando a terra…

De coração e útero,

Nikole França

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s