e aí, semente, bora brotar?

Essa lua crescente me lembrou um processo pessoal que acredito que muitas aqui passam também: a procrastinação para crescer.

Eu tenho um tempo mais longo para cair a ficha e me transformar – tenho consciência disso. Às vezes sinto inúmeras águas passando nos subterrâneos da minha consciência ou sementes de transformação latente pulsando no solo da minha alma e deixo que se nutram e se fortaleçam antes de iniciar o movimento de crescer.

Mas facilmente esse movimento, essa paciência, esse respeito ao próprio tempo viram uma desculpa para eu continuar escondida e confortável nas minhas possibilidades de ser.

Se ainda não nasceu, podemos continuar fantasiando tudo que aquela energia pode ser e não colocá-la de fato no mundo para lidar com toda a responsabilidade, entrega e coragem que um nascimento exige.

Então te convido a se observar, ser franca consigo, respirar fundo e relaxar para que o que tem de vir à tona, o que precisa ser manifestado, possa romper as cascas e começar seu crescimento em direção aos céus. Se estiver em dúvida sobre como fazer, pega na mão da lua. Ela também tem suas fases e seus ritmos próprios, variados…

Lembre-se também que temos a capacidade criativa infinita de criar novas realidades. Se a semente de hoje não permanecer, em breve chegará outro momento de plantar e gestar. Mas é preciso se movimentar! Não guarde suas sementes para sempre – permita que elas provem o gostinho de cumprirem com o que se propuseram e, quem sabe, te surpreender lindamente!

Em desabrochar,

Nikole França

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s