autoconhecimento é a outra face do desconhecimento

A gente nunca vai poder dizer que se conhece integralmente. O autoconhecimento é a outra face do desconhecimento.

Busco me conhecer por não saber quem sou – e ao me apropriar dessa tarefa árdua e diária e me observar, percebo a intrincada complexidade de tentar me compreender por meio de definições, palavras, rasos entendimentos da mente.

Sou também (e talvez, principalmente) o que ainda não sei que sou. E já sou aquilo que estou me tornando. Sou o mistério de tudo que minha consciência não consegue abarcar nessa dimensão. E ainda mais as possibilidades que preenchem os espaços entre cada respiração.

Talvez ser seja esse eterno tornar-se e revelar-se para depois, sob a luz da consciência, metamorfosear-se alquimicamente em algo prestes a ser descoberto novamente.

Ser buscadora exige verbalizar, amar a incerteza, confiar na entrega, firmar na intenção e purificar o coração. É a construção diária e sem roteiro. Pra nós mesmas.

Nikole França

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s